O fim nada mais é do que um novo começo.  Em uma visão mais ampla da vida, nos vemos diante de vários começos, de novas oportunidades,  onde o fim passa assumir o significado não somente de término, mas como de início. Seria bom sempre ver que o fim não é somento o final de algo,  pois para se dar início a algo, necessita que antes algo tenha terminado. A questão maior não gira em torno de qual termo iremos utilizar para se situar,  passando o início e o fim a simbolizar uma única coisa, o  aprendizado. O que tiramos por lição das fases da vida, das situações que se iniciam e logo estão à ter seu fim. O medo que o fim chegue, nada mais é do que o medo de iniciar o novo, a busca de forças para enfrentar um novo começo, que nem sempre é fácil. Mas as vezes o fim é tão desejado, que quando nem se percebe já está a vivenciar o novo. Assim é a vida, tememos seu fim, mas vivemos na inconsequência pela certeza de ser um fato a morte, o dito “fim” da vida. Onde se teme a morte, por vezes ela é desejada por aqueles que nada mais veem , nem fim nem inicio, não vendo saída, nem começo, nem se situão, e se vem desnecessários de viver pois não se veem mais vivos pela falta de início e fim, passando tudo a ser um só.  O início da vida se da no momento em que a fecundação se inicía onde se tem o fim da longa corrida espérmica.  O ínicio e fim da vida de fato não são questionáveis. Mas o que antecede a vida, e o que virá , isso sim vem a ser questionamentos não somente existentes, mas como necessários para que entendamos, os vários ínicios e fins que passamos por longo de nossa vida, as várias dificuldades e provações que passamos. Como nascer desprovido dos membros, e aonde se ter uma culpa de ter assim nascido é o que não me incomoda nem a você que possui os seus, e eu os meus,  e aqueles que assim resignados vivem , nasceram assim se adaptaram, mas nunca se poram a pensar o porque de assim viver, aceitar, resignado viver essa luta, é essencial para que se viva uma vida feliz, mas não se por a pensar o porque desta situação, não se revoltar contra a vida, contra Deus, e sim buscar entender o porque disto acontecer, milhares de pessoas tem um começo de vida “triste”, mas se resignam e tem um final de vida feliz. Mas a quantidade de pessoas que nascem com uma vida “feliz” e fazem dessa vida uma grande lama de atitudes descabidas e inconsequentes, tornando a felicidade um tanto longe de se iniciar, e vivendo na constância dos prazeres que sucubem o ser eterno é grande.  Se acreditamos ter um começo de fato,  e a alma terá seu fim? acredito que poucos ainda acreditem que ao terminar a vida, simplesmente terminou. Ai se perguntado a esses o que terminou? a resposta é:  Tudo, acaba tudo, simplesmente acaba e pronto. A preguiça é a ferramenta útil da ignorância. Se somos providos do pensar, que pensemos nas questões da vida, que busquemos, nos interrogar o começo, o fim, o porque do começo, o porque do fim. Não encontramos respostas para todas as perguntas no momento, mas não porque as respostas não existam… Se existem perguntas, com certeza existem respostas. A questão é o nosso nível intelectual moral que paira nas incertezas, na busca das coisas imediatas, e nunca se pondo a pensar no que somos em essência, e no que nos tornaremos. Por medo do fim que dará início a uma nova vida, a uma vida consciencial, onde nos desfazeremos de tudo que aqui possuimos e passaremos a ser apenas o que somos, e isso é de dar medo,  esse pensar é  lançado ao esquecimento, pois o que somos? o que hoje somos? sem o que temos,  sem os prazes, o que seremos? esse sera o meu, o seu “inferno” , quando o fim chegar, iniciar-se-a a vida do que somos, e o que somos é o que pensamos, o que fizemos, como agimos, temer o fim da vida, é temer o início da vida após a “morte”, e para não temer o início é preciso estar consciente do que somos, e ativos nessa consciência, e vivos nessa consciência da necessidade de se amar, não há mais tempo para que esperemos o temido fim, pois o hoje , agora passa a ser o amanhã, e o amanhã será o fim da vida material e o início da vida do que realmente somos, e o que somos só nós poderemos escolher ser. Cada um tem o seu início de vida merecido, proporcionado das antecedidas vidas que incalculáveis se fazem na grandeza do amor benevolente de Deus, e cada um fará seu fim ser um bom ou mal início da nova vida que se ergue diante da consciência viva.

Viana Patricio

Anúncios
comentários
  1. mac disse:

    Muito Massa irmao! abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s