O fim nada mais é do que um novo começo.  Em uma visão mais ampla da vida, nos vemos diante de vários começos, de novas oportunidades,  onde o fim passa assumir o significado não somente de término, mas como de início. Seria bom sempre ver que o fim não é somento o final de algo,  pois para se dar início a algo, necessita que antes algo tenha terminado. A questão maior não gira em torno de qual termo iremos utilizar para se situar,  passando o início e o fim a simbolizar uma única coisa, o  aprendizado. O que tiramos por lição das fases da vida, das situações que se iniciam e logo estão à ter seu fim. O medo que o fim chegue, nada mais é do que o medo de iniciar o novo, a busca de forças para enfrentar um novo começo, que nem sempre é fácil. Mas as vezes o fim é tão desejado, que quando nem se percebe já está a vivenciar o novo. Assim é a vida, tememos seu fim, mas vivemos na inconsequência pela certeza de ser um fato a morte, o dito “fim” da vida. Onde se teme a morte, por vezes ela é desejada por aqueles que nada mais veem , nem fim nem inicio, não vendo saída, nem começo, nem se situão, e se vem desnecessários de viver pois não se veem mais vivos pela falta de início e fim, passando tudo a ser um só.  O início da vida se da no momento em que a fecundação se inicía onde se tem o fim da longa corrida espérmica.  O ínicio e fim da vida de fato não são questionáveis. Mas o que antecede a vida, e o que virá , isso sim vem a ser questionamentos não somente existentes, mas como necessários para que entendamos, os vários ínicios e fins que passamos por longo de nossa vida, as várias dificuldades e provações que passamos. Como nascer desprovido dos membros, e aonde se ter uma culpa de ter assim nascido é o que não me incomoda nem a você que possui os seus, e eu os meus,  e aqueles que assim resignados vivem , nasceram assim se adaptaram, mas nunca se poram a pensar o porque de assim viver, aceitar, resignado viver essa luta, é essencial para que se viva uma vida feliz, mas não se por a pensar o porque desta situação, não se revoltar contra a vida, contra Deus, e sim buscar entender o porque disto acontecer, milhares de pessoas tem um começo de vida “triste”, mas se resignam e tem um final de vida feliz. Mas a quantidade de pessoas que nascem com uma vida “feliz” e fazem dessa vida uma grande lama de atitudes descabidas e inconsequentes, tornando a felicidade um tanto longe de se iniciar, e vivendo na constância dos prazeres que sucubem o ser eterno é grande.  Se acreditamos ter um começo de fato,  e a alma terá seu fim? acredito que poucos ainda acreditem que ao terminar a vida, simplesmente terminou. Ai se perguntado a esses o que terminou? a resposta é:  Tudo, acaba tudo, simplesmente acaba e pronto. A preguiça é a ferramenta útil da ignorância. Se somos providos do pensar, que pensemos nas questões da vida, que busquemos, nos interrogar o começo, o fim, o porque do começo, o porque do fim. Não encontramos respostas para todas as perguntas no momento, mas não porque as respostas não existam… Se existem perguntas, com certeza existem respostas. A questão é o nosso nível intelectual moral que paira nas incertezas, na busca das coisas imediatas, e nunca se pondo a pensar no que somos em essência, e no que nos tornaremos. Por medo do fim que dará início a uma nova vida, a uma vida consciencial, onde nos desfazeremos de tudo que aqui possuimos e passaremos a ser apenas o que somos, e isso é de dar medo,  esse pensar é  lançado ao esquecimento, pois o que somos? o que hoje somos? sem o que temos,  sem os prazes, o que seremos? esse sera o meu, o seu “inferno” , quando o fim chegar, iniciar-se-a a vida do que somos, e o que somos é o que pensamos, o que fizemos, como agimos, temer o fim da vida, é temer o início da vida após a “morte”, e para não temer o início é preciso estar consciente do que somos, e ativos nessa consciência, e vivos nessa consciência da necessidade de se amar, não há mais tempo para que esperemos o temido fim, pois o hoje , agora passa a ser o amanhã, e o amanhã será o fim da vida material e o início da vida do que realmente somos, e o que somos só nós poderemos escolher ser. Cada um tem o seu início de vida merecido, proporcionado das antecedidas vidas que incalculáveis se fazem na grandeza do amor benevolente de Deus, e cada um fará seu fim ser um bom ou mal início da nova vida que se ergue diante da consciência viva.

Viana Patricio

Anúncios

A insuportável dor, seja ela qual for, passará. E não é o tempo nem a distância, ou qualquer outra coisa que fará essa dor passar, mas sim a verdadeira compreenção de que passamos por aquilo que temos que passar e que não há dor que não passe, tudo na vida passa, que a dor de hoje se transformará no sorriso de amanhã, se assim vizualizarmos a dor como provação e consequência de nossas atitudes. Não é tão fácil de se entender essa colocação quando estamos a passar pela dor, pela dificuldade, por tanto que estejamos sempre a relembrar que nunca seremos vítimas de nada na vida, tendo sempre o que merecemos, o que temos por receber hoje é a nossa colheita do que fizemos no passado, e o que plantamos hoje no nosso jardim da vida, será o que teremos por fruto no futuro. Então seja a paz que você deseja alcançar, seja você hoje o amor que deseja receber, seja você a luz que deseja enxergar, tenha uma nova vida, viva-a intensamente na certeza de estar a fazer sempre aquilo que te proporcionará a felicidade eterna, a felicidade provinda do infinito amor de Deus.

Deus

Publicado: agosto 2, 2010 em Conscientização, Ser humano, Sobre a vida

Que Deus justo seria esse… que não permitisse aos seus filhos, a felicidade. Que não desse oportunidade, àqueles que erraram. Que por ventura, nos caminhos da vida se perderam. E não O encontraram, e não visualizaram a verdadeira felicidade. Deus, é muito mais do que um simples juiz. Que pune ou condena Deus é amor. E esse amor sempre se fará visto Nas várias oportunidades, em uma toda eternidade. Por todos os tempos seu amor transcenderá. Dependendo apenas de nós, nos fazermos vivos nesse amor. E aqueles que hoje desiludidos não conseguem sentir essa verdadeira felicidade, um dia sentirão. Será chegado o dia, em que todos nós seremos felizes. Pois esse é o nosso destino, ser feliz. E por que não começar de agora, A visualizar essa felicidade e grandiosidade divina, nas pequenas coisas que nos cercam Em apenas ser capaz de respirar, e sentir-se vivo, em apenas ter o sol, que nos permite ter a vida, em apenas poder caminhar pelas ruas. Que consigamos transformar todo esse amor divino, nas variadas situações da vida, com as pessoas, uns com os outros. Em amar um outro alguém e como consequência ser amado. Tudo é tão grande e tão visível, mas só assim será visto, se nos propusermos a perceber. Essa divindade, não pode ser apenas simplificada a um ser, ou a qualquer personificação que seja. Se podemos hoje compreeder, verdadeiramente compreender um pouco dessa grandiosidade, é porque O sintimos em nós. E que nos permitamos sentir cada vez mais vivo esse amor divino. Tomando a consciência da necessidade de viver aquilo que não terá um fim quando a dita “morte” chegar De viver os sentimentos de amor , que se ocultam e se amedrontam e se fragilizam perante as situações da vida Prefiramos hoje nesse mundo , sermos rotulados como “fracos”, pois os “fortes” de hoje serão os fracos de amanhã Não tenhamos medo de sermos aquilo que em essência somos. A essência de amor que vibra por vezes em nós, nos fazendo perceber nossos erros e acertos. Que busquemos sempre nos deixar ser levados por tudo aquilo que sabemos, que nos proporcionará a paz e o amor de Deus. O impossível hoje, diante de tanta grandeza,de tantas “verdades” é continuar com nossos pensamentos vedados, e com nossas atitudes caladas ao esquecimento.

Respirar sabendo que Deus está em toda parte, em todo lugar, em cada particula minúscula e íntima de toda a natureza, de tudo que existe. Respirar, e ao respirar, lembrar estar respirando em Deus, e senti-lo vivo em nosso espírito, em nossa alma que hoje demonstra a necessidade, a real necessidade de sermos mais do que somos, sermos mais, se unindo, se amaprando, amando uns aos outros mesmo nas indiferenças, nos mais difíceis momentos, compreender e saber que somos mais se estivermos juntos, e unidos nesse ideal de vida, viver Deus, senti-lo, compreendendo os ensinamentos da onda de amor que fôra Jesus. Que nós possamos a medida que nossa compreeção se faça , agir perante toda essa grandeza, agir sendo a gota desse mar, sendo uma gota de amor a se somar umas com as outras se encontrando nesse eterno mar do amor de Deus. Não é se limitar a uma religião ou outra, nem crer ou não crer em algo. É simplesmente viver esse ideal trazido por Jesus, em verdadeiramente nos amarmos, nos compreendermos, que sejamos nós que busquemos a mudança que esperamos do outro, pois se nós mudarmos à viver nesse ideal, tudo como consequência passará a fazer sentido, o caminho é único, as várias formas de se chegar a ele não fará ninguém melhor ou pior que ninguém, a “salvação” se fará na consciência tranquila, na voz da alma sossegada por ter buscado vivenciar esse amor Divino. Nada será fácil em um mundo onde os valores hoje se perdem nas falsas ilusões dos prazeres imediatos, das vaidades descabidas, do orgulho ferido, das mazelas que alicerçam o ódio e o rancor. Onde cada um busca ser mais esperto e mais forte, sempre se colocando por vítima em todas as situações. Nada será fácil se nos deixarmos ser vividos por esse mundo, mas se nos pormos a pensar como seres eternos, buscaremos encontrar as felicidades que se eternizam, na construção de uma família feliz e harmoniosa, que fará a base de uma nova sociedade limpa dos valores morais que hoje dilacera a alma do planeta, sejamos nós o exemplo para nossos filhos e netos, para que o mundo de amanhã, seja um mundo de Luz e amor. E todos aqueles que continuarem a pensar e querer viver nas imediatisses humanas, esses deixaram de habitar o nosso planeta, onde apenas os mansos, brandos e pacificos, herdarão o planeta Terra. Não é difícil de compreender é só analizarmos a evolução de todo o planeta, da vida humana, e veremos que das necessidades , surgiram as transformações, se hoje buscarmos enxergar as necessidades de nosso planeta, veremos no que se transformará, foi-se o tempo em que a necessidade era de se ter poder e de comandar, de escravizar e de reinar, foi-se o tempo onde a necessidade era de se ter e possuir riquezas, todos esses tempos já se foram, hoje é tempo e a necessidade se faz em nós, em nós nos amarmos, em sermos o verdadeiro amor. Hoje é o tempo em que se necessita cuidar da natureza, cuidar dos nossos valores morais, cuidar de nós, para que possamos cuidar do outro . E é apartir dessas novas necessidades humanas que virão as novas transformações, e podemos ter a certeza, que já estamos no tempo da mudança, não havendo mais tempo para que fiquemos a viver, a esperar que a vida acabe, simplesmente se finde, sem termos nós feito, aquilo que devemos fazer: nos compreender e nos amar.

Um começo

Publicado: julho 18, 2010 em A vida, Amor, Filosofia, Poesia, Sentimentos, Sobre a vida

Então você veio,
como eu sonhava,
como eu desejava.
Assim espero que fique,
E faças parte da minha vida.
E a minha vida seja a sua.
E consigamos ser felizes,
Com o muito que nos fôra dado.
você à mim, eu à você.
Isso pra mim é o que basta.
A felicidade será feita a cada dia, a cada novo dia.
Um novo dia, uma nova felicidade.
E será dentro dos problemas que virão
Que mostraremos sermos fortes.
Sendo sempre um, o amparo do outro.
Sempre juntos em um único sentimento
o sentimento de se amar.
Pois ao te amar, estarei à me amar.
Ao te sentir, estarei a me sentir.
E cada vez isso ficará mais forte.
Pois passarás a viver dentro de mim,
E ao me viver, então verás, do quanto
eu sou capaz, de te viver à te amar.

Hoje vou de ônibus

Publicado: julho 14, 2010 em Uncategorized

Como em meu mundo, tudo é pensamento , tudo é sentimento, hoje é mais um dia de pensar e de sentir.
Então começo o dia.
Acordo, ainda com sono, semi-sonhando, mas acordo. Não tão desperto, faço o que tem que ser feito, quando se acorda. Ou pelo menos o que eu acredito que tenha que ser feito.
E ai já estou pensando , já estou sentindo.
Mas nem me dou conta do que estou pensando e do que estou sentindo.
Pois o dia é assim temos que dar sequência as atividades , as coisas da vida.
Na verdade não temos muito tempo para pensar, e sim pouco tempo para agir.
É engraçado e retórico, pois para agir , temos que pensar.
Isso que faz com que nossas atitudes por vezes sejam tão mal pensadas, tão irreflexíveis.
Mas é assim a vida, o tempo “urge”.
Então dou continuidade a minha vida, e sigo à fazer o que tem que ser feito.
Mas por um instante , entre uma atividade e outra, surgem alguns pensamentos e sentimentos que não fazem parte das atividades que executava.
E é ai então, que realmente “paro” mas na verdade continuo a agir, mas os pensamentos quando misturados aos sentimentos, modificam nossa forma de agir.
E sem perceber começamos a nos transformar, de acordo com o que é pensado e sentido.
Muitas pessoas não teem essa “habilidade”. Não conseguem fazer as coisas , e ao mesmo tempo pensar e sentir, então pouco modificam seu modo de agir, apenas agindo de acordo com o momento e a atividade.
Mas como disse, são poucas. Na maioria das vezes estamos à pensar e sentir várias coisas ao mesmo tempo, o que nos torna inconstantes.
Assim sem o controle dessa “habilidade” nos deparamos na vida com as chamadas pessoas “de lua”, que hora permanecem bem humoradas, hora mal humoradas, por não fazer o controle desses pensamentos e sentidos.
O que pensamos, a intensidade no que pensamos, tudo isso faz e modifica nossas ações.
Mas voltando ao meu dia, agora estou sentado em meu carro, indo para o trabalho. O engraçado é que as vezes parece que já sei o que tem que ser feito, tudo virou uma rotina, e assim fazemos nossa vida, criamos e vivemos uma rotina diária, seja ela qual for, seja das maneiras mais diferentes possíveis, cada um possui sua vida, sua rotina. Mas quando temos que modificar por qualquer motivo que seja essa rotina, nos vemos a ter que por a pensar, a sentir novos sentimentos decorrentes “do novo” que está por vir. E é assim a vida , e também assim somos nós , podemos sempre ser aquilo que somos, aquilo que construimos, e absorvemos desde pequenos. Mas também podemos, escolher não tomar café da manhã, ou simplesmente ir trabalhar de ônibus. Como também podemos hoje, e agora mesmo tomar a iniciativa de começar a pensar de uma outra maneira. Mas como só vamos de ônibus, quando o carro esta quebrado ou por outras necessidades. Assim , só mudaremos o que pensamos, quando observarmos uma necessidade. Como assim é, e sempre fôra toda vida, das necessidades às transformações.

Viana Patricio

As nossas certezas mudam como o curso de um rio. Hoje somos convictos e acreditamos estar à pensar e agir da melhor forma.Pois sim, que assim seja, que realmente estejemos a agir em um ideal e um propósito que seja verdadeiro, seja certo. Mas as formas que hoje utilizamos para conseguir o que queremos é provável que amanhã necessitem de mudanças. E sem sombra de dúvidas num futuro perto, os próprios pensamentos mudarão, assim como em toda nossa vida eles mudam. Mas que esses mudem para melhor, que enxerguemos a necessidade íntima de nos melhorarmos. Não que busquemos ser aquilo que não somos de uma hora para outra, pois nos perderiamos nesse rumo, mas que tentemos nos observar, e na medida que enxerguemos nossos defeitos, possamos estar a nos corrigir, a verdadeiramente nos melhorar. Essa melhora , essa reforma interior que penso, pode sim simplesmente ser feita conscientemente, apenas na fomentação de bons pensamentos e do entendimento de si mesmo, na analise feita constantemente, na revalorização das coisas da vida, do nosso modo de agir com as pessoas que estão perto de nós, com nossos amigos, colegas de trabalho, com a nossa família. Se não nos propormos a agir de uma forma pacífica em nossa própria casa, como poderemos questionar os atos impassivos que vemos mundo a fora. É muito simples falar e falar. Estar aqui à escrever é bem fácil, eu sei, mas se nós nos propormos a pelo menos pensar, nestas questões, como sendo uma verdadeira necessidade, já estaremos dando um passo. Não acreditemos que para viver a vida, basta estar vivo, busquemos enxergar que para viver, é preciso muito mais, mas esse muito mais se torna muito pouco, se conseguido enxergar as belezas da vida, a beleza divina que nos cerca, a grandiosidade de tudo, as incessantes oportunidades que nos aparecem, que nos dão novas chances, de realmente viver, e viver feliz. Claro que não podemos nos limitar a pensar, e somente ver o que temos que melhorar, temos que agir, mas a princípio não nos preocupemos tanto em apenas fazer, ou agir , é primordial que seja criado essa verdadeira consciência de necessidade de mudança, de necessidade de viver, de viver os princípios e valores morais trazidos pelo nosso irmão maior. Que assim criada em nós, essa verdadeira consciência, as atitudes virão por conseguinte. Hoje verdadeiramente somos o que pensamos e o que sentimos, tudo simplesmente tudo que fazemos , parte do que pensamos e do que sentimos. Então que estejemos sempre a vigiar os nosso pensamentos, à buscar refrear os maus pensamentos, que possamos fazer do nosso pensar , uma oficina do amor divino. Que nunca fixemos o nosso pensar em atos alheios, as coisas da vida, a negatividade, a valorização das coisas. Pois tudo o que é hoje visto como grande amanhã se tornará pequeno, e o que hoje pouco significamos será o que nos trará a felicidade eterna.

Viana Patricio